Você está aqui: Página Inicial Olhares Que Constroem - A criança autista das teorias, das intervenções e das famílias

Olhares Que Constroem - A criança autista das teorias, das intervenções e das famílias

“A que interesses deve responder a oferta de auxílio a crianças que se considera que apresentam algum grau de autismo e suas famílias? O objetivo maior, em todos os casos, não deveria ser o de explorar e desenvolver o mais plenamente possível as potencialidades de tais crianças, em todos os sentidos?” Embora tais indagações não estejam colocadas explicitamente de saída, elas percorrem toda esta obra de Rosa Maria Monteiro López.

A autora, antropóloga com doutorado em saúde coletiva, embasada em sólidos conceitos teóricos e extensa observação empírica, empreende a análise de duas instituições de atendimento a crianças autistas, que representam duas concepções distintas a respeito do autismo, a comportamental e a psicanalítica, e suas repercussões na vida das crianças, nas famílias e nos profissionais, fornecendo um amplo panorama dos debates, dilemas e controvérsias sobre o tema na atualidade. 

Apoiada em inúmeros relatos e experiências dos envolvidos na “nebulosa autista” – pais, professores, autistas e profissionais da área da saúde –, a obra procura reconstituir trajetos e caminhos que levam a um ou outro tipo de atendimento. Momento e contexto em que se dá o diagnóstico, recusa ou não dos pais em aceitar a condição da criança, encaminhamento dado pelo profissional de saúde e disponibilidade de atendimento nas instituições especializadas, entre outros, são fatores que acabam sendo determinantes no desenvolvimento da potencialidade da criança diagnosticada como autista. Em todos esses fatores o olhar que cada envolvido nesse universo dirige a essa criança tem papel fundamental e decisivo.

 

Editora: Fap-Unifesp

Autor: Rosa Maria Monteiro López 

Páginas: 272

Áreas de interesse: Antropologia, Saúde Coletiva, Saúde Mental

Ações do documento