Você está aqui: Página Inicial Lições para o Homem Casado - Portugal - séculos XIV-XVI

Lições para o Homem Casado - Portugal - séculos XIV-XVI

Em Portugal, na transição da sociedade feudal para a sociedade de corte, a publicação de manuais de boa conduta destinados aos súditos do sexo masculino e redigidos por nobres e clérigos conheceu grande impulso. Em Lições para o Homem Casado, o historiador Leandro Alves Teodoro investiga a fundo tais manuais, peças-chave para ensinar aos varões o caminho certo para conduzir os seus e o reino. Bem além de aconselhar os homens em relação a sua conduta, o que estava em jogo era moldar o súdito e fiel ideal para um regime absolutista apoiado na Igreja, possibilitando o controle estrito dos cidadãos e garantindo sua obediência.

Por meio do destrinchamento do conteúdo de um diversificado rol de fontes históricas relevantes, que vão das crônicas régias portuguesas até os tratados e manuais de confissão, as constituições dos sínodos e as coletâneas jurídicas, bem como os tratados para a educação de reis e príncipes, passa-se em revista o processo de formulação doutrinária acerca do virtuoso homem casado. Analisam-se modelos ideais do masculino – clérigo, religiosos, fiel, varão leigo, esposo, letrado e homem prudente – durante o processo de confessionalização da sociedade portuguesa e mostra-se como foram fundamentais a valorização do matrimônio, que conteria o impulso dos homens destemperados, e a confissão penitencial, que, ao estimular o reconhecimento do erro, inibia os desvios, propiciando a introjeção de novas práticas no comportamento masculino. 

Sobretudo, esta obra revela que a adesão a esse processo de ordenação social não foi obtida por imposição, mas por um bem arquitetado trabalho de convencimento e persuasão.

 

Autor: Leandro Alves Teodoro 

Editora: Fap-Unifesp

Área de interesse: História 

Páginas: 304

 
Ações do documento