Você está aqui: Página Inicial De Borboletas e Colibris em Sobrevoo - Presença francesa nas crônicas machadiana

De Borboletas e Colibris em Sobrevoo - Presença francesa nas crônicas machadiana

De Borboletas e Colibris em Sobrevoo: Presença Francesa nas Crônicas Machadianas vem adicionar às diversas obras, estudos e referências sobre a influência de autores e movimentos literários franceses no estilo e na temática de Machado de Assis. Esta obra examina tal influência de uma perspectiva nova, ao tomar como corpus de análise as crônicas semanais escritas por Machado de Assis, publicadas em jornais e revistas.

O mais das vezes a partir de fatos da atualidade, cotidianos, banais, por vezes políticos, Machado pintava um retrato do Brasil do final do século xix, em várias ocasiões com abordagens que levavam a polêmicas, desdobramentos e reflexões. 

Ao trazer essa produção escrita para nosso olhar contemporâneo, o autor Dirceu Magri propicia o contato com nossa realidade histórica, desvelando nesses textos o processo, a busca de formação da identidade da nação brasileira, que na época tinha como modelo a França. E vai além, expondo como – nessas reflexões do escritor – cultura e personagens franceses vinculam-se estreitamente a nossa história. 

Na análise dessas saborosas crônicas, mostra que, por meio de sua verve irônica, Machado de Assis, muito mais do que se calcar no estilo de autores de vulto da cultura francesa, faz deles menções paródicas e anedóticas e aplica seus ditos e ideias (sobretudo de Voltaire, Rousseau e Diderot) à realidade brasileira que é objeto de sua coluna semanal. Este livro revela como Machado torna esses pensadores setecentistas nossos companheiros de viagem no processo de constituição de nossa identidade. 

 

Autor: Dirceu Magri 

Editora: Fap-Unifesp

Área de interesse: Literatura 

Páginas: 408

 
Ações do documento